Outubro Rosa

Outubro rosa é comemorado internacionalmente em combate ao câncer de mama. Esse movimento começou nos Estados Unidos, onde no mês de outubro se realizavam ações isoladas em diversas regiões buscando a prevenção da doença e em 1990 durante a Corrida pela Cura, a fundação Susan G. Komen distribuía aos participantes um laço cor de rosa, originando assim a popular campanha Outubro Rosa. A primeira iniciativa no Brasil em relação movimento foi a iluminação em rosa do Obelisco do Ibirapuera em São Paulo, no dia 02 de outubro de 2002. Atualmente, existem diversas corridas e campanhas espalhadas pelo país buscando a conscientização e a prevenção do câncer de mama.

No Brasil, o câncer de mama é o segundo mais comum atingindo 29% das mulheres, ficando atrás somente do câncer de pele não melanoma. E no mundo chega a atingir 25% da população feminina. Apesar de raro (apenas 1% de chances) o câncer de mama também pode desenvolver-se em homens. Até o ano de 2018 o Instituo Nacional do Câncer –INCA, possuía uma estimativa de que este tipo de câncer alcançaria a marca de 59.700 novos caso com uma média de quase 17 mil óbitos (16.800 mulheres e 200 homens).

A formação do tumor nas mamas ocorre através de uma multiplicação desordenada de células mamárias anormais e o desenvolvimento da doença varia muito de acordo com as características próprias de cada tipo de tumor. Durante a fase inicial, esse tipo de câncer apresenta sinais e sintomas como: nódulo indolor (90% dos casos) na própria mama, nas axilas ou até pescoço, pele avermelhada e retraída, alterações no mamilo e liquido anormal saindo pelos mamilos. Quando detectado ainda em estágio inicial existe a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com resultados satisfatórios. É de extrema importância que as mulheres conheçam melhor seu corpo, visto que a maioria dos casos é descoberto pelas próprias mulheres durante o auto-exame. Por isso, é importante sempre observar suas mamas, apalpando-as, a fim de notar qualquer alteração presente. E ocorrendo a presença de um ou mais sintomas procurar ajuda médica para investigar o risco de um possível câncer. O exame mais comum para investigação é a mamografia, onde é realizado um raio X das mamas com capacidade de identificar alterações antes mesmo do surgimento de algum sintoma. A confirmação do câncer só é feita através de uma biopsia onde uma pequena parte é retirada para análise e definições do caso.

Apesar dos avanços no combate ao câncer de mama, a doença apresenta diversas formas e níveis, o seu tratamento depende muito do estágio e tipo do tumor, podendo incluir cirurgia, quimioterapia, radioterapia entre outros procedimentos. Quando a doença já está em estágio mais avançado e/ou com metástases (câncer se espalhou para outros órgãos), os médicos buscam tratamentos que possam prolongar a sobrevida e melhorar a qualidade de vida da pessoa.

Alguns fatores podem levar ao aumento do risco desse tipo de câncer, alguns deles já bem conhecidos como: histórico familiar, obesidade, falta de atividade física e alterações genéticas. Além de outros fatores não tão conhecidos como: não ter filhos, primeira menstruação antes dos 12 anos ou parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos, não amamentar, entre outros. A adoção de hábitos mais saudáveis como praticar atividade física, alimentar-se de maneira mais saudável, evitar o consumo de bebidas alcoólicas, evitar uso de anticoncepcionais e promover a amamentação podem prevenir até 30% dos casos. Uma pesquisa do ministério da saúde apontou que 12% dos casos de câncer de mama poderiam ser reduzidos somente através da prática regular de atividades físicas e ainda mostrou que 6,5% dos óbitos são relacionados ao consumo de bebidas alcoólicas, sobrepeso e excesso de açúcar na alimentação.

Buscando sempre evoluir de forma eficaz para a população, nós do Espaço ERA, oferecemos aulas de Pilates e Treinamento Funcional, entre outro, procurando contribuir de forma satisfatória na qualidade de vida e prevenções de doenças como o câncer de mama, obesidade e outras. Além disso, se você já teve o câncer de mama e tem algum tipo de restrição por conta de processo cirúrgico, ou ainda encontra-se em tratamento de radioterapia/quimioterapia, mas gostaria de praticar alguma atividade física, nosso espaço seria ideal para você, pois todas as nossas aulas são feitas de maneira personalizada respeitando a individualidade de cada pessoa.

Outubro Rosa, nós apoiamos essa causa.

#VemProERA #OutubroRosa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *